Quem é VOCÊ?

Meu querido leitor, você realmente se conhece? O que você pensa sobre você, a imagem que você passa para os outros, seu comportamento, ações e reações realmente refletem seu EU interior? Ou tudo é apenas uma maquiagem para esconder quem você realmente é?

Certamente vivemos em um mundo voltado para aparências e ilusões. A busca do EU interior além de complexa, é em muitos casos, dolorosa e faz parte de um longo processo de busca e autoconhecimento. O assunto deste mês para reflexão é totalmente voltado ao seu próprio EU.

Quem é você de verdade?

Quem é você para você? Você é seu amigo ou seu mais cruel inimigo?
Quem é você quando descobre que pessoas que você admira e confia não passam de uma farsa?
Quem é você quando amanhece e anoitece com dor?
Quem é você quando enfrenta dificuldades financeiras?
Quem é você quando se divorcia ou alguém te abandona?
Quem é você quando perde seu emprego ou posição social?
Quem é você quando se olha no espelho?

Sua pergunta automática diante de desafios, sofrimentos ou tragédias têm sido – Por que EU? Ou: O que esta experiência ou circunstância tem para me ensinar?

O que posso aprender com este desafio? Como posso amadurecer com esta situação?

Absolutamente nenhuma experiência nesta vida é desperdiçada. Cada uma delas está aqui para ensinar e inspirar crescimento e trazer mudanças.

É essencial lembrar que Deus é Soberano e Perfeito, Ele não comente erros. O Universo sempre está absolutamente na hora certa, nunca atrasado.

Gosto muito de uma citação de C.S Lewis que diz,
“Deus sussura a nós na saúde e prosperidade, mas, sendo maus ouvintes, deixamos de ouvir a voz de Deus. Então Ele gira o botão do amplificador por meio do sofrimento. Aí então ouvimos o ribombar de Sua voz.”

Tragédias precisam acontecer para que nossa atenção seja despertada?

De fato, quem você é realmente?
Qual a sua real motivação interior para viver?
Embora este seja um assunto longo e complexo, vale a pena refletir para que você tenha uma visão clara e transparente de quem você é, e qual seu próposito nesta vida. Não tema a vulnerabilidade, pois de fato se permitir ser vulnerável é um ato de extrema coragem. Aprenda a ficar quieto e ouvir sua própria voz. Afinal, você conhece sua voz interior? Você reconhece quando ela está te enviando mensagens? Se ainda não, aprender a ouvir sua própria voz pode sim, trazer muita luz para conflitos, e respostas para profundos questionamentos.

Existe muito barulho na sua mente? Muitos pensamentos confusos? Sua mente está como se fosse uma sala em completa desordem e toda empoeirada?
Ressaltando que a luz do sol não pode refletir num espelho sujo de pó da mesma forma que se reflete num espelho limpo. Que pensamento você precisa eliminar? O que você precisa limpar da sua mente?
No entanto, muitas vezes, o barulho sobre a própria luta é um reflexo de angústia, conflito e dor. É importante lembrar que você não está só!
Todos nós passamos por momentos de lutas e desafios que parecem intermináveis. Mas, tenha certeza, cada desafio, problema ou dificuldade se manifesta para lhe ensinar sobre você mesmo, sobre a vida que você têm escolhido, o caminho que você está trilhando e seu ambiente.
A única maneira de seguir em frente, e ganhar perspectivas que lhe impulsionarão a viver uma vida mais tranquila, equilibrada e harmoniosa, é fazer escolhas sábias.

Escolhas não são facéis de fazer e cada uma delas vêm com suas consequências. Nem sempre a gente sai ganhando imediatamente, em alguns casos, perdemos tudo o que pensávamos que jamais conseguiríamos viver sem, para mais tarde ver, que foi necessário desapegarmos de certas crenças, reputação, materialismo ou pessoas para que nosso crescimento fosse despertado. Como uma plantinha seca e feia, sem mais vida e cor que é podada na raiz e com o passar do tempo começa a brotar e crescer cheia de vida e força, embelezando o jardim e atraindo lindas borboletas. Mas, não foi da noite pro dia que a plantinha renasceu… foi um processo.

Agora vamos lá:

Cada dia é uma oportunidade de crescimento na vida do ser humano. O tempo não volta, por isso temos que valorizar o nosso presente. O tempo não espera você mudar para que a vida continue a se desvendar diante de ti.

Encare as suas circunstâncias como aprendizado ao invés de punição. Se não posso mudar a vida como ela é, nem minhas escolhas passadas, que as experiências então vividas me modifiquem e me façam crescer e amadurecer.
Jamais se esqueça que quase TUDO que você vivencia é baseado nas suas próprias escolhas. A culpa não é de seus pais, relacionamentos passados, do seu chefe, líder religioso, da economia, do tempo, idade, estado civil. Você é o único responsável por cada decisão e escolha que faz. Você é o único responsável por sua vida e trajetória.
Sua vida é muito preciosa. Seu tempo é valioso!

Siga seu caminho! A doce companhia do Espírito de Deus ajudará sempre aquele que O busca e Ele ajudará você a vencer os dias mais difíceis.

Quem é você? Quem você precisa deixar de ser para ser autêntico e alcançar seu pleno potencial?

Liberdade é ser quem você realmente é, sem ter que se desculpar. É um processo interno. Você apenas necessita de duas testemunhas, o Criador, e você mesmo. Se você, não têm encontrado paz e equilíbrio em suas escolhas, ouça sua voz interior sem pieguice ou autocondenação, e aprenda a confiar na mensagem que você mesmo têm recebido de Deus.

Do que você tem absoluta certeza?

No decorrer da minha própria caminhada, com um pouco de experiência já adquirida, mediante meus próprios desafios, erros e acertos, tenho certeza de que mera mudança não é crescimento. Como diz C.S Lewis, “Crescimento é a síntese de mudança e continuidade, e onde não há continuidade não há crescimento”.

Invista seu tempo no que você acredita, trace objetivos, prepare-se; siga em frente dando o seu melhor e sempre sendo VOCÊ! Mudanças podem começar neste momento. Simplesmente permita-se ser autêntico! Você é a única pessoa, nessa posição privilegiada, a poder lhe conceder tal autorização. Mantenha em sua mente que tudo o que pode lhe trazer paz e alegria genuínas provém de Deus.

Dra. Claudia Martins

5 Comment(s)

  1. Valiosíssima reflexão . Obrigado por sempre nos presentear com suas postagens.

    Shamea | mar 26, 2013 | Reply

  2. É claro, você fica numa situação muito limitada, mas mesmo nessa situação limitada você pode derramar lágrimas de desamparo ou pode cantar uma canção…Atisha é realmente muito científico. Primeiro ele diz: Tome toda a responsabilidade sobre si mesmo.

    Kris V. Stuart | mai 1, 2013 | Reply

  3. Caríssima Dra. Claudia,

    Eu quando olhei no espelho não me reconheci. Olhei novamente e vi nos meus olhos muita tristeza. Me transformei num homem seco e vazio, sem emoções.
    Seu artigo trouxe esperança para minha vida.
    Obrigado!

    Pedro T. | mai 1, 2013 | Reply

  4. Belíssimo texto. Era exatamente o que eu precisava ler hoje.

    Obrigada, Dra. Claudia

    Larissa | mai 1, 2013 | Reply

  5. Hi dear Dra. Claudia, querida irmã e amiga. Parabéns por essa edificante e encorajadora mensagem. De, fato, quanto mais autênticos somos, mas podemos ver a realidade e idealizar o futuro com os pés no chão e a cabeça onde Deus mandar. Todos os seus textos reunidos dariam um ótimo livro de crônicas de aconselhamento. Think about that sister! Um grande abraço a você, ao Luis e ao pequeno (grande) Louie. Blessings to all of you!

    Oswaldo | mai 1, 2013 | Reply

Post a Comment