A Arte de NÃO Adoecer

As últimas semanas foram muito intensas. Tenho não somente vivenciado momentos marcantes, como aprendido diariamente o valor de viver no presente. Vivenciar o poder do agora é um grande desafio para muitos. Muitas pessoas passam seus dias remoendo o passado ou vivendo no futuro, planejando e sonhando que quando alcançarem isto ou aquilo se sentirão felizes e realizadas. O nível de ansiedade só aumenta nos que escolhem viver assim. A antecipação de problemas causa uma ansiedade desnecessária.

O desafio para uma vida mais saudável consiste em viver no presente. E viver no presente tem sido uma grande conquista diária para mim. Fazer planos, traçar metas e sonhar faz bem a saúde emocional, traz equílibrio e sensação de bem estar. Observar o mundo, o meu ambiente, a paisagem, o cenário, a natureza, e as pessoas que me cercam com um apreço mais profundo e com enorme gratidão têm sido um exercício constante. Um coração grato gera sentimentos de alegria e contentamento. Uma mente canalizada para encontrar beleza e aprendizado nas simples observações diárias transforma a vida, gera leveza e traz mais ânimo para enfrentar as dificuldades que aparecem no nosso caminho.

Para os leitores que estão acompanhando minha coluna, minha viagem ao Brasil foi de certa forma diferente do antecipado e melhor do que eu esperava. Minha mãe ficou muito feliz em passar aquele fim de semana comigo. Rever amigos de infância, ao visitar a igreja em que cresci, foi como uma brisa de ar fresco soprando na minha pele. Estar com amigas mais do que especiais certamente acrescentou uma grande dose de carinho, descanso e conforto a minha estadia. Pude, a cada dia, viver o presente e ser grata por ele. Como já dizia Buda, o segredo da saúde mental e corporal está em não se lamentar pelo passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas mas, viver sábia e seriamente o presente. Nas escrituras sagradas há também um versículo que sempre me chamou muito a atenção: “Não estejais ansiosos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças”.

Algo muito interessante que desejo compartilhar com todos vocês, queridos leitores, é um texto que minha mãe me entregou assim que cheguei para visitá-la. O texto, recebido por ela em uma de suas visitas ao médico, foi escrito por um ilustre médico brasileiro. Li e reli, e aqui vão as sábias dicas do Dr. Dráuzio Varella.

SE NÃO QUISER ADOECER, FALE DE SEUS SENTIMENTOS.

Emoções e sentimentos guardados, reprimidos, se tornam doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dores na coluna. Com o tempo, a repressão dos sentimentos pode até virar câncer. Portanto, vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos “segredos”, nossos erros. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia!

SE NÃO QUISER ADOECER, TOME DECISÕES.

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia.
A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

SE NÃO QUISER ADOECER, BUSQUE SOLUÇÕES.

Pessoas negativas não enxergam soluções, e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. No entanto, melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.


SE NÃO QUISER ADOECER, NÃO VIVA DE APARÊNCIAS.

Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar ser perfeito, bonzinho, etc., está acumulando toneladas de peso – uma estátua de bronze, mas com os pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital e a dor.

SE NÃO QUISER ADOECER, ACEITE-SE.

A rejeição de si próprio e a ausência de auto-estima fazem com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas é sabedoria, bom senso e terapia.


SE NÃO QUISER ADOECER, CONFIE.

Quem não confia não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

SE NÃO QUISER ADOECER, NÃO VIVA SEMPRE TRISTE.

O bom humor, a risada, o lazer, e a alegria recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.
“O bom humor nos salva das mãos do doutor”. A alegria é saúde e terapia!

Agora vai a minha dica:

SE NÃO QUISER ADOECER, VIVA NO PRESENTE

Valorize o seu presente. Valorize sua vida, as pessoas ao seu redor e tudo que você já conquistou até aqui.

SE NÃO QUISER ADOECER, SEJA GRATO.

Cultive um coração grato! Agradeça ao Criador por sua vida, o simples fato de estar respirando é uma dádiva divina. Mantenha uma lista diária de gratidão

Com muito carinho,

Dra. Claudia Martins

Vale a pena checar: https://www.youtube.com/watch?v=MM-yeniVhSE&feature=plcp

==

Post a Comment